As profissionais Carmem Avila e Cristiane Schiavoni abordam a questão e listam o que é preciso fazer para não ter dor de cabeça

Fachadas / RafaelRenzo / GustavoStacatena

Soluções de fachadas de Carmem Avila e Cristiane Schiavoni

Além de ser o cartão de visita, a fachada exerce a função de contribuir com o urbanismo da rua e da cidade. Para a concepção é importante pensar em um conjunto que não seja apenas estético, mas também harmonioso, funcional e seguro.

Pensando nessas questões, as arquitetas Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, e Cristiane Schiavoni, do Cristiane Schiavoni Arquitetura e Interiores, elencaram considerações importantes que facilitam o processo de reforma ou construção da fachada.

Estrutura – Antes de começar a obra, é fundamental observar a estrutura de vigas, pilares – questões fundamentais para viabilizar alterações das aberturas, vãos e, até mesmo, a inserção de novos elementos na composição da fachada. “Esse é um dos itens mais complicados de resolver no projeto, pois essas aberturas, além da função necessária, compõem a estética, que precisa estar alinhada com o conceito adotado”, conta Cristiane Schiavoni.

Materiais – A escolha do materiais deve ser baseada em durabilidade e resistência às intempéries. Nesse quesito, Carmem Avila também destaca que devem ser de fácil manutenção e limpeza. “A fachada é uma parte da casa que não é reformada com frequência e deve ser preservada”, aconselha.

Os revestimentos mais usados são os porcelanatos, cimentícios e pastilhas. “É preciso tomar cuidado com o tipo de argamassa para assentamento, de forma a evitar problemas futuros”, revela a arquiteta Cristiane. As pedras naturais ganharam bastante força e é um ótimo material para criar volume na composição da entrada de residências.

No quesito pintura, as tintas acrílicas são as mais indicadas para as paredes devido sua alta resistência às intempéries. Cristiane ainda destaca a importância da aplicação dos vernizes para as partes em madeira e tinta esmalte, ou à base de olho, para as partes em ferro.

Iluminação – Um bom projeto luminotécnico valoriza a fachada e a casa. “É importante terdois tipos de iluminação, a funcional e a decorativa”, fala Carmem. A funcional orienta o caminho e as aberturas, já a decorativa é usada para salientar os materiais, os volumes e as cores.

Portão – O portão é um item de extrema importância para a valorização da fachada, mas é necessário considerar um equilíbrio entre arquitetura e a segurança. “Se ele for muito fechado, a arquitetura da casa fica escondida. Caso seja muito aberto, não dispõe da segurança necessária para a residência”, explica Cristiane.

Calçada – No tocante às calçadas, as profissionais indicam consultar as normas exigidas pela prefeitura de cada cidade. “As regras principais estão relacionadas às dimensões, aos materiais, que devem ser antiderrapantes e duráveis, inclinações para os deficientes físicos e as espécies de árvores permitidas para o plantio por conta do espaço que cada uma demanda para o crescimento de suas raízes”, finaliza Carmem Avila.

Contatos:
Carmem Avila Arquitetura
11 3641-3957
https://www.carmemavila.com.br/

Cristiane Schiavoni Arquitetura
(11) 3649-4900
http://www.cristianeschiavoni.com.br/